terça-feira, 26 de outubro de 2010

Versos a terça-feira

Não acorda não mulher.
Cansa acordar.
Cansa tanta coisa.
O sol está tão velho na janela.
Estica sua pele e deixe que as ilusões nos ajuntem.
Não ponha seu vestido, seremos sempre provisórios para as horas.
Seremos sempre fracos, errado e alguém sempre abrirá nossa porta.
Voltemos ao ritmo, ao tato, a ânsia tardia é nosso prelúdio.

27 comentários:

  1. Descreve em seus textos sentimentos da alma.
    Um abraço amigo.

    ResponderExcluir
  2. Ao ler seu post senti um ar aconchegante aqui! Gosteei ! Qe bom que gostou do Mania, seja sempre bem-vindo! Voltarei aqui sempre! Beeijos *-*

    ResponderExcluir
  3. O sol é tão velho lá fora...

    É verdade...

    Mesmo assim, poetas não cansam de ficar dentro de casa parindo luz...

    Beijo, poeta áspero!

    ResponderExcluir
  4. O poeta verdadeiro nunca fez versos, nunca escreveu sequer uma poesia, assim como você eles são os versos e regurgitam seu dia a dia.

    Tudo aqui é coerente como o "Quem sou eu" ao lado.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Um alento para os dias de tédio, sem dúvidas.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  6. "a ânsia tardia é nosso prelúdio" e assim o ciclo se inicía, com ritmo, com tato, sem que ninguém, de fato, acorde...

    Muito bom.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. descrever você imposivel suas palavras tomam forma,suas ausencias,te indentificam seus amores embalam sua saudade porem ninguem mais que você sabe oque sente seu nobre coração,
    suas palavras são leve,seus sonhos embalam seus seus desejos é preciso que grite,
    a platéa espera ansiosa,que jamais seu brilho se apague esperam sempre poder aplaudir em pé sua vitória.


    parabêns meu poeta beijoss!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Vai ver estava faltando um comentário nesse post né? Rsrsrsrs...
    Como disse, bonito texto. :)
    Beeejo,beeejo.

    ResponderExcluir
  9. você sabe o quanto te considero um grande tradudor
    dos sentimentos humanos.
    que loucura algumas percepções..
    rs
    um abraço !

    ResponderExcluir
  10. "Voltemos ao ritmo, ao tato, a ânsia tardia é nosso prelúdio."
    Perfeito! Caro Rodrigo.
    Um beijo,

    ResponderExcluir
  11. Este poema jóia caí bem para um rapaz de 22 anos que conheço, ele vive assim mesmo, cansado de tudo...

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. oh obrigada pelo comentário! belo poema

    ResponderExcluir
  13. Bom demais teu cantinho, palavras envolventes.

    beijos de boa noite!!
    tatapalavrasaovento.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. terça-feira é bem melhor segunda.

    Muito bom!

    ResponderExcluir
  15. bom, tudo bem então,
    só o sentido fica um pouco vago
    tanto que pensei estar errado
    rs
    um abraço meu caro !

    ResponderExcluir
  16. Excelente!saio feliz daqui,levando uma leitura reflexiva..
    Boas energias,
    Mari

    ResponderExcluir
  17. Que lindo esse lugar, que lindo e profunda essa poesia.

    ResponderExcluir
  18. Rodrigo!

    Vim devolver a visita e seguirei você! Me atraiu o modo da escrita e a sensibilidade do poeta!

    Um abraço!

    Mirze

    ResponderExcluir
  19. Adorei. Aqui, os versos não têm intenção de dourar a pílula, são escancaradamente verdadeiros. Para dizer o mínimo, são versos honestos, para calar fundo.

    Obrigada pela visita ao Leitora.

    ResponderExcluir
  20. Caríssimo Rodrigo!

    Venho agradecer a visita que me fez! E dizer que depois de ter lido talvez 7 postagens suas ... vou ficar por aqui para te seguir! Com muito gosto!

    Fiquei aqui nesse post " Versos a terca-feira" porque o achei romântico, íntimo e verdadeiro!

    Parabéns por sua bela escrita!

    Deixo beijo
    Com carinho
    Sil
    Sempre aqui

    ResponderExcluir
  21. Vim agradecer a visita ao Ler até Escrever e encontrei seus poemas; surpreendente. Tem algo aqui que me fala, cala, interroga.

    Vou seguir de perto seu blog.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  22. Estique a pele e me alcance. Estou estendida em ti...

    BEIJOS!!!

    Lu

    Saudades!!!

    ResponderExcluir
  23. Esse poema me lembrou, nao sei porque, o inicio da musica do cartola... "Ainda é cedo, amor/ mal começaste a conhecer a vida..."
    Lindo!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. ESPERO PODER CHAMA-LO ASSIM, AMIGO, AMEI SEU PERFIL, SUA POESIA, SUA VISITA, VOLTE SEMPRE QUE QUISER , NÃO SOU POETA, NEM POETIZA, SOU EU! MEUS ESCRITOS, TAMBEM SÃO MUITOS EUS, BJUS TERE.

    ResponderExcluir